Categoria

Do meu Coração para o seu

Do meu Coração para o seu

MAIS UM FIM

31 de dezembro de 2016
_LCO4557-5

Todo final de ano a gente fica pensando sobre o que passou, sobre o que ficou e como serão os próximos 365 dias. Ficamos sempre fazendo planos, ensaiando novos começos e sonhando com as realizações.

E na verdade o que mais tenho pensado é no quanto aprendemos. Todo ano a gente aprende, e esse não foi diferente.

Aprendi a ficar sem, a sentir aquela saudade que não da pra matar. Aprendi a amar aqueles que não pensam em mim, aprendi que na verdade, o amor move tudo.

Me casei e estou aprendendo a construir a minha família. Aprendi que tenho que batalhar mais, que tenho que sonhar e realizar meus sonhos sem esperar muito de ninguém. Aprendi que não preciso me doar tanto para tudo, que é preciso filtro para ser feliz.

Aprendi sendo magoada, sem esperar, sem acreditar.

Aprendi a olhar sempre pra Deus e para frente, a não dividir tudo com todos, a planejar e confiar em poucos.

Aprendi que não tem lugar melhor que os braços do Pai, que nEle está o meu refúgio. E que a vida não é fácil, mas ela é assim, feita de horas que não voltam nunca mais. Ela é um eterno aprendizado, movida por amor, perdão, escolhas e ações.

Eu não vou reclamar de 2016 não, também não vou tecer elogios, afinal como toda despedida sempre sobra algo bom, e algo ruim.

Toda virada tem suas lágrimas entaladas, tem saudade eterna, tem abraço que encaixa e sorrisos largos.

Todo final tem lembranças, desejos e certezas.

O que eu espero? Aprender muito, crescer bastante. Sorrir pra caramba, desejar e viver o bem.

Mais amor, muito mais amor. Aquele amor por pessoas, e não por momentos, festas e brindes sabe?!

Fazer e acertar mais, e se for pra errar, que sejam erros nunca cometidos.

E mais do que tudo nessa vida, eu desejo ficar perto do Pai, ah porque esse sim, sabe amar. ❤

Dica, Do meu Coração para o seu

LIVRO “EM CASA PARA O NATAL” – RESENHA

24 de dezembro de 2016
natal-livro-em-casa-para-o-natal-maisondadi

Resolvi não “tirar férias” nessa semana de preparativos para o Natal e resenhar para vocês um romance no clima do feriado mais importante do ano! Um romance decorado no estilo natalino com todo carinho e dedicação a vocês!

Eu escolhi o livro “EM CASA PARA O NATAL”, da autora CALLY TAYLOR, entre tantos outros supostamente interessantes, e percebi que fiz a escolha certa logo nas primeiras páginas. Quando lançado na Grã-Bretanha ficou entre os mais vendidos.

Beth, a nossa protagonista é uma jovem que trabalha num guichê de cinema vendendo ingressos. Apesar da simplicidade, ela está exatamente onde quer! E ali mesmo pretende voar mais alto e conquistar um cargo muito melhor fazendo o que ama. Mas enquanto esse dia não chega, ainda sim se sente uma mulher de sorte!

Aiden é o seu namorado todo bonitão. Estão juntos há um tempo e tudo corre muito bem. A cada dia mais apaixonada e certa que é o homem da sua vida, apenas um pequeno grande detalhe parece não fazer sentido a ela. Aquelas famosas palavrinhas tão proferidas entre os casais nunca foram ditas. O delicioso “Eu te amo” parece ter virado lenda em seu currículo masculino, uma vez que nunca ouviu de nenhum namorado. Nem mesmo do atual…

Querida leitora, quero uma atençãozinha de vocês, enquanto os homens nos acompanham. Rs. Eu realmente tenho que dizer que fiquei com dó da pobre Beth! O desespero já era tanto em seu coração que ela resolveu ensaiar um “eu te amo” e dar a partida nessa tartaruga do Aiden! Contudo, os ensaios não foram exatamente na sua casa.. num local fechado.. só ela e as paredes.. ou até quem sabe com sua boa amiga Lizzie dando conselhos. Não. Ela simplesmente, em meio a sua desespero, ensaia no seu local de trabalho, em frente ao cartaz do maravilhoso George Clooney! hahaha. Tudo bem que não tinha nenhuma alma por perto, e com o olhar fatal do Clooney parecia ser o momento certo para buscar a coragem…

Ideal se não fosse pela presença inesperada de um jovem chamado Math. Antes de eu te contar sobre esse episódio no mínimo constrangedor e mega cômico da personagem, quero te apresentá-lo. Math está numa enrascada daquelas! Com o término de seu namoro, a ex-namorada o persegue a cada esquina! Ele é um jovem que também trabalha nos cinemas e talvez não tão encantado com a sua vida profissional como Beth. Todavia, se dedica muito e tem a missão encarregada pela sua “chefe mais chata do mundo” de convencer a dona do cinema “Picturebox” em que que Beth trabalha, a vendê-lo para a empresa cinematográfica muito maior da cidade, a qual é claro, ele trabalha.

Voltando para a situação, digamos, delicada de Beth em frente ao pedaço de papel de George, ao ouvir a uma certa distância uma voz masculina dizer: “Obrigado. Você também não é nada ruim.”, nem preciso prosseguir o vexame né?! Rsrs Mas logo ao entender o motivo da presença do homem que após uma boa olhadela definiu como sexy, toda a confusão sai de cena para entrar uma bem horripilante. Quando você tem um emprego pelo qual trabalha há três anos e ama o que faz, é no mínimo preocupante que você o perca! E tudo indica que pode acontecer.

Depois de alguns acontecimentos nada agradáveis, Beth resolve colocar em ação o seu plano de iniciativa com as “mágicas palavrinhas”. O esquema está formado! Eles vão sair às 20h para uma festa. Assim que Aiden chegar, ela vai olhar firme nos seus olhos, dizer ‘eu te amo’ e ter o momento mais romântico da sua vida!

Ou não.

E no caso é ‘ou não mesmo’! Aiden aparece a porta com duas horas de atraso e como se não bastasse está estranho e meio bêbado. Beth não tem nem tempo de abrir a boca quando ele finalmente anuncia que quer dar um tempo no namoro. Triste, não?!

E você achaaa que estou te contando tudinho??? De jeito nenhum! Só estou esquentando! Rsrs O que vem a acontecer nas páginas seguintes demonstra o quanto somos humanos e vulneráveis a erros o tempo todo! Beth, cuida mais de si após o fim do namoro. Math, depois de uma séria conversa com o seu ‘avô conselheiro’, decide que quer marcar um jantar com a ex-namorada psicótica e apaixonada. O cinema será mesmo vendido? E o emprego de Beth? Aiden volta atrás com sua decisão? Math se arrepende e descobre que a lunática é na verdade o amor da sua vida? E você deve estar se perguntando onde o clima de Natal entra pois parece tudo tão perdido e sem esperança… Rslivro-em-casa-para-o-natal-maisondadiÀs vezes, precisamos retornar para casa. Para aquele amor incondicional que encontramos só na família. “Em casa para o Natal” nos ensina que em meio à multidão de tormentos em nossas vidas temos o dever de buscar a paz. Buscar aquele aconchego que o NATAL nos faz recordar. Recordar a importância do amor, repensar algumas coisas, se estamos fazendo certo ou errado, enfim. O que podemos mudar? No que devemos depositar nossas esperanças? O que realmente vale a pena?

Feliz Natal e um Ano Novo de muitas realizações e paz!

Grande beijo, nos vemos ano que vem!

Com amor, Rapha.rapha

 

Dica, Do meu Coração para o seu

LIVRO “FIQUEI COM SEU NÚMERO” – RESENHA

12 de dezembro de 2016
livro

Hoje vou falar de um livro IN-CRÍ-VEL! “FIQUEI COM SEU NÚMERO”, da autora SOPHIE KINSELLA foi a minha escolha com muito amor para vocês! É a primeira vez que leio um livro dessa autora e de cara quero te confessar: me tornei fã e quero jáaa ler todos!!!

Vamos lá… Afinal, por que esse livro é tão queridinho entre os leitores(as)??

Faz de conta que você é uma fisioterapeuta e por força do destino precisa atender o paciente da sua amiga de trabalho que se revela um charmoso homem… e no momento que vocês trocam olhares já sabem que farão isso para o resto da vida… E depois de um certo tempo de namoro ele a pede em casamento com o tradicional anel de sua família (UAL), com uma valiosa pedra de esmeralda (AI MEU DEUS) capaz de deixar todas as suas amigas morrendo de inveja! Rsrs!

Você deve estar nesse instante pensando: “Ah, claro! Nos contos de fadas e nos livros de romance isso com certeza é possível menos na vida real, querida!”. Hahaha… Tenho que te dar crédito… Mas há de concordar comigo que o amor existe e que uma simples troca de olhares pode te fazer arrepiar as tripas! E o que dizer sobre você desfilar por aí com uma joia de herança da família dele mostrando a todos não somente o valor do anel, mas principalmente o quanto você significa em sua vida?! Pode ser raro… Mas a realidade aponta que existem mulheres sortudas, sim! (Tanto no amor, quanto a ganhar um anel de noivado desse nível… rsrs! Agora é torcer para entrarmos dentro desse ranking! Hahah!)

A nossa sortuda se chama Poppy Wyatt que está prestes a se casar com Magnus, o homem que ela define como inteligente e sexy! Que pacote, não?! Contudo, a vida parece querer “brincar” com a sua cara… Sabe quando tudo parece perfeito e o sinal de alerta acende “HORA DE DESCONFIAR”?? Pois é! Quase perto do casamento ela PERDE o anel de noivado com tantos quilates incalculáveis e que pertenceu a uma geração de mulheres… Sentada a uma mesa de hotel com suas amigas é natural que todas caiam literalmente em cima daquela preciosidade! Todas querem senti-lo em suas mãos! Poppy pode ter sorte por encontrar esse homem. No entanto, nesse dia em especial ela é a mulher mais DESESPERADA do universo! E convenhamos que não é por menos! Ela perde totalmente o chão (obviamente) ao perceber que o anel sumiu… evaporou… se tornando uma das fases mais complicadas e, ao mesmo tempo, cômica de sua vida!

Ela não vê outra saída a não ser distribuir o número de seu celular para todos os funcionários do hotel na esperança de fazerem contato com boas notícias. Porém, como se não fosse o suficiente, o seu celular é roubado! Poppy realmente não consegue acreditar! Perdida e nesse momento sozinha num imenso hotel com muitas pessoas, o cenário é de uma mulher obsessiva por cada canto a procura.

Eis que uma simples lata de lixo aparece a sua frente com um presentinho dos deuses… Advinha! Um celular! E melhor: funcionando! Ela não vê outra saída a não ser passar o seu “novo número” novamente para o hotel inteiro. É como se você perdesse algo muito importante. Sentisse todas as dores. E de repente tivesse a oportunidade de fazer um pedido para o gênio da lâmpada! Todavia, a noiva logo descobre que aquele celular pertence a um importante executivo. E daí pra frente só posso te dizer uma única coisa: eles fazem um acordo. Poppy é encarregada a passar para Sam todas as mensagens e E-mails importantes, enquanto ele concede a ela um tempo até que alguém possa entrar em contato sobre o paradeiro do ilustre anel. Essa conexão entre eles de troca de favores, digamos, os aproxima a cada dia.

E em meio a essa corrida para encontrá-lo, Poppy passa por tristes situações. Visivelmente os seus sogros não se agradam muito com a ideia dela se tornar a sua nora, embora o noivo a todo momento passa por cima disso e demonstra o quanto a ama. E ainda, nessa nova família de nerds, ela se sente quase que errada de fazer parte. Seu sentimento de inferioridade acaba a desgastando a cada dia.

Eu proponho que você leia o quanto antes! Rs! Apesar do enredo praticamente apontar o que pode vir a acontecer, mais uma vez aqui estou para te confessar: eu fui pega de surpresa! Quando eu achei que já sabia de tudo, magistralmente KINSELLA mostra o quanto não sabemos. Ora, não é assim na vida?! Achamos que sabemos o que há de acontecer a cada minuto e fazemos planos tendo a cega certeza que iremos cumprir. Aqui estou eu te lembrando novamente de um detalhe que faz total diferença: o amor. O que supera em toda essa história maravilhosa é a importância dessa palavrinha. E o quanto você deve se respeitar e jamais se sentir inferior a nada e a ninguém. O amor próprio é o primeiro ingrediente para todos os outros amores.livro 2Apenas leia. E te garanto: Não vai se arrepender! E de brinde leva boas risadas!!!

Nos vemos na próxima! Beijos com amor, Rapha.rapha

 

Dica, Do meu Coração para o seu

LIVRO ” O AR QUE ELE RESPIRA” – RESENHA

24 de novembro de 2016
ar-q-ele-respira

O que você faria se perdesse o amor da sua vida? Não por alguns dias ou meses. Mas para a eternidade? E como se não bastasse fosse junto para sempre um filho, uma criança cheia de vida?
Hoje vou falar de um livro muito especial que se chama “O AR QUE ELE RESPIRA” da autora BRITTAINY C. CHERRY que brilhantemente conseguiu fazer de um assunto tão triste e delicado se tornar cheio de vida, amor e esperança para dois personagens devastados pela morte de seus entes queridos.
De um lado temos Tristan Cole que está a um passo de realizar um grande sonho junto com seu pai quando o avião finalmente pousa para fazer a próxima conexão. Nesse intervalo, ao ligarem seus celulares, ficam surpresos com as inúmeras ligações e mensagens de sua mãe desesperada tentando entrar em contato, e logo se dão conta de que algo muito grave aconteceu com sua esposa e filho. E do outro, temos Elizabeth que tenta seguir em frente após a morte do marido e que deixa uma linda filhinha que se chama Emma, sendo ela o seu maior consolo de todos os dias. É nela que Liz consegue enxergar a força para superar o vazio que a corrompe. Após a tragédia ela vai morar com a mãe para tentar se recompor, e depois de um ano da morte de Steven, decide que é hora de ir embora e refazer sua vida no lar que deixou para trás com tantas lembranças de um passado que há muito foi enterrado.
Para Cole, tudo parece acontecer num piscar de olhos. Num instante estava junto da sua família, amando-os, admirando o filho crescer, fazendo planos com a esposa. No outro, eles simplesmente não existem mais. Um acidente fatal destrói a sua família levando embora para sempre Jamie, a mulher por quem era apaixonado, e o seu filho Charlie, uma criança inteligente e adorável. Ele que tinha uma família por quem tanto se dedicava de repente se torna um homem solitário. A sua alma morre com eles.
Desolado, sem conseguir digerir o que aconteceu mesmo após um ano, ele resolve se afastar e morar num lugar distante de seus pais. Mas o que não imaginava era que lá se tornaria o seu porto seguro, trazendo de volta um pouco de alegria. E é aqui onde se encontra o coração da história. O destino faz a vida de Tristan e Liz se cruzarem.
Ao voltar para casa com sua filha, Elizabeth se depara com um novo vizinho nada sociável, e logo descobre que a pequena cidade por medo o apelidou de “monstro”. No entanto, atrás daquela barba a fazer, Lizzie com o tempo enxerga o que ninguém é capaz de ver: um homem bom, bonito, com um coração amável e, que como ela, só precisa de um pouco de ajuda.
Ao se aproximarem, dividem as dores, angústias, tristezas e lembranças de seus falecidos. Um se torna a força do outro, a válvula de escape para os dias ruins, até enfim perceberem que aquilo que acharam que nunca mais sentiriam na vida bate a porta deles de forma avassaladora e o amor vence toda a escuridão que por meses insistiu em marcar suas vidas. Todavia, nem tudo se torna um mar de rosas. Juntos e apaixonados eles precisam enfrentar um grande obstáculo que persiste em desuni-los.
Esse livro traz uma mensagem sensacional de esperança e fé na vida. Ensina que não há dor no mundo, machucados na alma, que não podem ser curados pelo amor. E que ele sempre vencerá. Não importa se hoje ou amanhã. Mas a sua batalha é certa para aquele que o nutre em seu coração. “O ar que ele respira”, como o próprio nome diz, traz à tona aos personagens e ao leitor a importância de seguir em frente, de continuar respirando por nós mesmos, por aqueles que partiram e, principalmente, por aqueles que ainda estão aqui. Ensina que o amor é a maior e melhor solução possível para todos os nossos problemas e que a vida pode não existir amanhã. Mas ainda assim o amor permanece e com ele devemos seguir.

Nos vemos na próxima!
Um beijo! Com amor, Rapha.rapha

Do meu Coração para o seu

ANIVERSÁRIO DE UM ANO DO BLOG

17 de outubro de 2016
IMG_0064

Eu sei que ando super sumida né? Mas é que esse mês, para quem não sabe, é o mês do meu casamento, então da pra imaginar como estou! Mesmo não fazendo festa e uma grande cerimonia o trabalho é fato, mudança de casa de vida, enfim uma doidera.

Mas hoje eu quero falar de outra coisa, dia 15/10 o blog completou um ano de vida, quero dividir com vocês o quanto estou feliz com esse ano. 1 okComo todo começo tem suas dificuldades e lutas, para o blog não foi diferente, mas eu preciso dizer que a cada post aprendi muito. Em cada recado que recebi, cada demostração de carinho e até mesmo com as criticas, porque sem elas a gente não cresce não é?!96To super feliz, e quero agradecer a cada um de vocês, que me acompanham e me incentivam sempre a continuar. A um ano realizei um sonho, e a cada passo ele vem tomando mais forma, e se tornando mais real. Sem vocês isso não seria possível, e principalmente sem Deus nada disso teria acontecido, Ele cuida e guia os meus passos todos os dias! 9Parabéns pra gente, e obrigada por tudo <3

Beijo, Thá