Dica, Do meu Coração para o seu

LIVRO “EM CASA PARA O NATAL” – RESENHA

24 de dezembro de 2016
natal-livro-em-casa-para-o-natal-maisondadi

Resolvi não “tirar férias” nessa semana de preparativos para o Natal e resenhar para vocês um romance no clima do feriado mais importante do ano! Um romance decorado no estilo natalino com todo carinho e dedicação a vocês!

Eu escolhi o livro “EM CASA PARA O NATAL”, da autora CALLY TAYLOR, entre tantos outros supostamente interessantes, e percebi que fiz a escolha certa logo nas primeiras páginas. Quando lançado na Grã-Bretanha ficou entre os mais vendidos.

Beth, a nossa protagonista é uma jovem que trabalha num guichê de cinema vendendo ingressos. Apesar da simplicidade, ela está exatamente onde quer! E ali mesmo pretende voar mais alto e conquistar um cargo muito melhor fazendo o que ama. Mas enquanto esse dia não chega, ainda sim se sente uma mulher de sorte!

Aiden é o seu namorado todo bonitão. Estão juntos há um tempo e tudo corre muito bem. A cada dia mais apaixonada e certa que é o homem da sua vida, apenas um pequeno grande detalhe parece não fazer sentido a ela. Aquelas famosas palavrinhas tão proferidas entre os casais nunca foram ditas. O delicioso “Eu te amo” parece ter virado lenda em seu currículo masculino, uma vez que nunca ouviu de nenhum namorado. Nem mesmo do atual…

Querida leitora, quero uma atençãozinha de vocês, enquanto os homens nos acompanham. Rs. Eu realmente tenho que dizer que fiquei com dó da pobre Beth! O desespero já era tanto em seu coração que ela resolveu ensaiar um “eu te amo” e dar a partida nessa tartaruga do Aiden! Contudo, os ensaios não foram exatamente na sua casa.. num local fechado.. só ela e as paredes.. ou até quem sabe com sua boa amiga Lizzie dando conselhos. Não. Ela simplesmente, em meio a sua desespero, ensaia no seu local de trabalho, em frente ao cartaz do maravilhoso George Clooney! hahaha. Tudo bem que não tinha nenhuma alma por perto, e com o olhar fatal do Clooney parecia ser o momento certo para buscar a coragem…

Ideal se não fosse pela presença inesperada de um jovem chamado Math. Antes de eu te contar sobre esse episódio no mínimo constrangedor e mega cômico da personagem, quero te apresentá-lo. Math está numa enrascada daquelas! Com o término de seu namoro, a ex-namorada o persegue a cada esquina! Ele é um jovem que também trabalha nos cinemas e talvez não tão encantado com a sua vida profissional como Beth. Todavia, se dedica muito e tem a missão encarregada pela sua “chefe mais chata do mundo” de convencer a dona do cinema “Picturebox” em que que Beth trabalha, a vendê-lo para a empresa cinematográfica muito maior da cidade, a qual é claro, ele trabalha.

Voltando para a situação, digamos, delicada de Beth em frente ao pedaço de papel de George, ao ouvir a uma certa distância uma voz masculina dizer: “Obrigado. Você também não é nada ruim.”, nem preciso prosseguir o vexame né?! Rsrs Mas logo ao entender o motivo da presença do homem que após uma boa olhadela definiu como sexy, toda a confusão sai de cena para entrar uma bem horripilante. Quando você tem um emprego pelo qual trabalha há três anos e ama o que faz, é no mínimo preocupante que você o perca! E tudo indica que pode acontecer.

Depois de alguns acontecimentos nada agradáveis, Beth resolve colocar em ação o seu plano de iniciativa com as “mágicas palavrinhas”. O esquema está formado! Eles vão sair às 20h para uma festa. Assim que Aiden chegar, ela vai olhar firme nos seus olhos, dizer ‘eu te amo’ e ter o momento mais romântico da sua vida!

Ou não.

E no caso é ‘ou não mesmo’! Aiden aparece a porta com duas horas de atraso e como se não bastasse está estranho e meio bêbado. Beth não tem nem tempo de abrir a boca quando ele finalmente anuncia que quer dar um tempo no namoro. Triste, não?!

E você achaaa que estou te contando tudinho??? De jeito nenhum! Só estou esquentando! Rsrs O que vem a acontecer nas páginas seguintes demonstra o quanto somos humanos e vulneráveis a erros o tempo todo! Beth, cuida mais de si após o fim do namoro. Math, depois de uma séria conversa com o seu ‘avô conselheiro’, decide que quer marcar um jantar com a ex-namorada psicótica e apaixonada. O cinema será mesmo vendido? E o emprego de Beth? Aiden volta atrás com sua decisão? Math se arrepende e descobre que a lunática é na verdade o amor da sua vida? E você deve estar se perguntando onde o clima de Natal entra pois parece tudo tão perdido e sem esperança… Rslivro-em-casa-para-o-natal-maisondadiÀs vezes, precisamos retornar para casa. Para aquele amor incondicional que encontramos só na família. “Em casa para o Natal” nos ensina que em meio à multidão de tormentos em nossas vidas temos o dever de buscar a paz. Buscar aquele aconchego que o NATAL nos faz recordar. Recordar a importância do amor, repensar algumas coisas, se estamos fazendo certo ou errado, enfim. O que podemos mudar? No que devemos depositar nossas esperanças? O que realmente vale a pena?

Feliz Natal e um Ano Novo de muitas realizações e paz!

Grande beijo, nos vemos ano que vem!

Com amor, Rapha.rapha

 

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Seja a Primeira a Comentar!